Como contratar um profissional que tenha o perfil da sua equipe?

como_contratar2

Como todos sabem, estou sempre visitando empresas e conversando com as pessoas a respeito do ambiente que elas vivem. No trabalho ou na vida pessoal, sempre coleto fatos interessantes sobre pessoas e seus comportamentos.

Mas hoje eu vim falar de um assunto que é interessante para quem se candidata e para quem precisa de um profissional: a contratação!

Infelizmente, não existe uma receita de bolo para contratar uma pessoa. Cada empresa e/ou cada área cria o seu processo de contratação. Se o seu critério de contratação não for baseado no trabalho que sua empresa ou sua equipe realiza no dia a dia, você correrá um grande risco de não contratar a pessoa ideal.

O primeiro passo para contratar um profissional é descrever o perfil, de forma clara e objetiva, para não haver ruído na comunicação. Descreva que tipo de conhecimento, habilidades e atitudes é necessário ter para concorrer a vaga. Importante também detalhar o que é necessário e o que desejável ter. Quanto as informações corporativas, escreva um pouco sobre os valores e objetivos da empresa, sobre a área que está contratando e quais os direitos, deveres e benefícios que o profissional vai ter, caso seja contratado. Outro fator essencial é colocar o nome do contato, telefone e/ou e-mail para haver comunicação e interação entre a empresa e o candidato.

Após ter levantado todos os requisitos acima, monte o seu processo de avaliação do candidato. Nesse momento é extremamente importante envolver o RH e os profissionais que trabalham na área que está contratando.

Os currículos dos candidatos deverão ser enviados para a equipe que possui a vaga. Dessa forma a mesma poderá analisar o conhecimento do profissional e se preparar para perguntas, exercícios, dinâmicas e desafios.

As perguntas devem ser focadas na experiência profissional. Mas se surgir alguma resposta que tenha impacto no comportamento, ou em mudanças repentinas, vale a pena questionar.

Exercícios e dinâmicas devem ser aplicados em vagas que exijam algum tipo de conhecimento técnico. Além disso, devem ser acordados previamente com o candidato, pois ele tem todo o direito de não querer fazer ou participar. Por esse motivo, devemos explicar e esclarecer os desafios antes de aplica-los.

Os desafios (exercícios ou dinâmicas) devem avaliar tanto a parte racional, lógica e técnica, quanto o comportamental. É muito importante analisar como o candidato interage com as pessoas no ambiente de trabalho da empresa.

Após passar pelas etapas de entrevista, exercícios e dinâmicas, reúna sua equipe e fale sobre os pontos positivos e os pontos a melhorar de cada candidato. Veja qual deles se adapta melhor ao perfil da vaga.

Não esqueça que feedbacks são muito importantes em qualquer processo seletivo. Dê um retorno para o candidato selecionado, parabenizando por ter sido escolhido. E para os candidatos que não passaram, repasse para eles os pontos que precisam melhorar de forma clara e objetiva. Dessa forma, você estará contribuindo com a evolução de um profissional!

Amigos, essa é a minha contribuição da semana!

Espero que gostem =)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: