Feedback … você está preparado para fazer?

images

Tenho visitado muitas empresas nos últimos anos em busca de novos processos, modelos, dinâmicas e insights. Nessa jornada, muitas pessoas me procuram para conversar sobre a técnica de Feedback, como fazemos e conduzimos.

Mas antes entrar no assunto, precisamos entender o que é Feedback!

 

Feedback quer dizer realimentar, dar resposta. No mundo corporativo refere-se ao retorno que damos para uma pessoa sobre algum trabalho que foi realizado.

O Feedback também faz parte do processo de comunicação, onde um emissor envia uma mensagem para um receptor, através de um canal. A mensagem será interpretada pelo receptor e retornará para o emissor um Feedback, ou seja, uma resposta.

O objetivo principal do feedback é encorajar a pessoa a ter uma visão mais clara e segura de sua performance. O Feedback faz a pessoa descobrir e manter seus pontos fortes e alavancar seus pontos a desenvolver. Ele também corrige as atitudes ruins e estimula comportamentos positivos, além de acelerar o desenvolvimento do receptor. Todas essas percepções fazem com que o receptor busque melhorias constantes em seu dia-a-dia.

 

Um Feedback feito de forma positiva e construtiva:

– Apresenta dados e fatos reais;

– Conversa sem exaltação;

– Foca nas responsabilidades do cargo;

– Encoraja com palavras de motivação;

– Aumenta a confiança;

 

A pessoa que recebe um Feedback construtivo volta motivado para seu trabalho, pois sabe que precisa melhorar alguns pontos que foram observados e que, para evoluir, poderá contar com ajuda do seu time. Nesse momento estabelecemos um vínculo de confiança e credibilidade entre o receptor e seu emissor (seja o emissor um líder ou um time).

 

Feedback JAMAIS deve:

– Enfatizar a culpa;

– Não ter dados e fatos, utilizando-se de fofoca;

– Ressaltar só os pontos a serem desenvolvidos;

– Desmotivar a pessoa;

– Reclamar o tempo todo do problema;

– Deixar a pessoa se sentindo incapacitada;

 

Esse tipo de conduta num feedback só faz com que o receptor fique constrangido e não se sinta parte daquele time, daquela empresa. Na verdade todas essas atitudes inibem e fazem com que o receptor não se sinta capaz de executar suas tarefas. Muitos criam até traumas e passam aceitar “rótulos” que foram dados.

 

Mas como dar um Feedback negativo de forma construtiva?

Esse cenário requer cuidado e zelo, pois falar sobre ações mal conduzidas de um amigo de trabalho não é algo tão fácil.

Para essa situação temos 2 técnicas de Feedback que podem ser aplicadas. São elas:

– Feedback Sanduíche ( pessoa com bom desempenho e com pontos a serem melhorados)

– Feedback Corretivo ( pessoa que apresenta baixa performance)

 

Como faço um Feedback Sanduíche?

Destaque os pontos positivos, mostre as atitudes a serem melhoradas, conclua com palavras de encorajamento e encerre com elogio.

E um Feedback Corretivo?

Descreva o problema baseado em fatos e dados (datas, momentos, pessoas, frases, palavras), não use palavras como SEMPRE e NUNCA, alinhe os pontos e tenha certeza que a pessoa entendeu seu ponto de vista, faça com que a pessoa veja o real impacto desse problema no time e na empresa, dê espaço e ajuda a pessoa para encontrar a solução.

 

O mais importante é preparar-se para o Feedback. Leia os pontos positivos, releia os pontos a desenvolver, anote possíveis soluções e faça um mini roteiro para você seguir. Não comente as  informações que você possui sobre a pessoa com outros. Mantenha a ética profissional e faça jus ao cargo que ocupa.

E não esqueça, ELOGIE a pessoa em público e CORRIJA em particular!! Ninguém gosta de ter seus erros expostos para todos!!

 

“Sem aprendizagem não podemos viver. Sem feedback não podemos aprender” (Rubin & Campbell)

Agora é só praticar! Bom Feedback!

8 comments on “Feedback … você está preparado para fazer?
  1. Ótimo post Annelise!

    Gostei da sua definição para o “Feedback Saunduíche” rs. Eu sempre segui essa “fórmula”, mas fazia de forma instintiva porque sempre achei melhor exaltar os pontos fortes primeiro, dizer os pontos a serem melhorados e concluir com um elogio, com um resumo bacana sobre a pessoa. Legal!!!

    Gostei muito do que você falou também sobre se preparar para o feedback. Acho isso importantíssimo, mas e quando uma pessoa te pergunta do nada: “Você tem algum feedback pra me dar?” rs. Isso já aconteceu muito comigo e quando isso aconteceu e não fui capaz de dar o feedback que a pessoa merecia porque você realmente precisa se preparar antes, organizar as idéias, os fatos. Vou tomar mais cuidado com isso.

    Quanto ao elogiar em público e corrigir em particular, eu concordo sobre o corrigir, mas acredito que o elogio em público pode ser negativo pois você pode acabar sendo injusto com os demais. Agora se o elogio for coletivo, não vejo problema. O que você acha sobre isso?

    Muito obrigado!

    • Como sempre o texto é ótimo e explicativo. Infelizmente a realidade do feedback em um universo amplo de empresas ainda está bem distante do correto, como sabiamente você descreve no texto. Eu particularmente procuro dar retornos construtivos e sempre procuro motivar quem está na tarefa comigo, isso faz com que resultados bons apareçam. É isso e desejo que em breve as empresas que ainda não se preocupam com um bom feedback mudem.
      Parabéns pelo post!!

      • Obrigada Júlio! Realmente as empresas não se preocupam em trabalhar seus líderes no feedback. A ferramenta que é usada para evoluir, acaba gerando ruídos e confusões por não ser usada de forma adequada. Vamos fazer a nossa parte e acreditar que podemos melhorar pelo menos um pouco nosso ambiente de trabalho. Abs

  2. Oi Thiago!
    Que bom que gostou e que ajudou!
    Quando alguém te pedir feedback, não fale de imediato. Fale com a pessoa que você vai levantar os últimos fatos para poder fazer. Tenho certeza que a pessoa vai esperar e entender! Assim você garante a eficácia!
    Quanto a elogiar em público e corrigir em particular, quis dizer elogiar em coletivo. Individual também pode, desde que não seja sempre a mesma pessoa, pois ai será negativo.
    Não podemos elogiar demais e nem corrigir o tempo todo. Tudo tem que ser dosado de acordo com a situação.
    Obrigada por ter escrito e participado =)
    Sempre a disposição!
    Abs
    Anne

    • Obrigada Daniele!
      A intenção do blog é esclarecer e ajudar as pessoas como proceder no dia a dia. Semana que vem tem mais assuntos 🙂 abs.

Leave a Reply

%d bloggers like this: