Por que falar em público é uma barreira pra muitas pessoas?

Hoje vamos falar de oratória, porque a cada evento que participo seja palestrando, ou realizando workshops, as pessoas sempre me perguntam se existem macetes ou técnicas para falar em público. A resposta é sim, existem. Mas tem um passo anterior que precisamos dar: o autoconhecimento!

É importante que faça uma auto análise sobre como você pensa, sente e age para ter mais consciência de suas crenças, ações e reações. (leia sobre crenças e sabotadores clicando sobre as respectivas palavras). Seguimos com o assunto…

GLOSSOFOBIA é o nome que se dá as pessoas que possuem medo de falar em público. Na maioria das vezes, o medo pode vir do nervosismo ou pela timidez. O nervosismo acontece pelo palestrante achar que será julgado pelo vocabulário, por não ter conhecimento suficiente para estar ali, por receber perguntas que não sabe a resposta, pelas roupas que veste, pelas piadas que faz…) e a timidez, por estar exposto num ambiente com muitas pessoas, num lugar novo, fora da sua rotina.

Ambos cenários podem causar diversas reações como: boca seca, suor excessivo, dor de barriga, desmaio, bloqueio, gagueira, falar rápido, ficar sem voz, dicção enrolada, andar de um lado para outro rapidamente, entre outros. Eu tenho certeza que se identificou com algum desses momentos, porque eu já passei e ainda passo por eles. Tudo isso acontece porque o nosso cérebro começa a pensar aceleradamente no cenário de fracasso, nossa respiração fica mais curta e ofegante não deixando espaço para respirarmos e voltarmos ao assunto que precisamos falar. Geralmente, essas reações aparecem bem no início da apresentação da palestra devido a ansiedade. A impressão de quem assiste o palestrante é que ela(e) esta louco para terminar tudo e ir embora, não é mesmo?!rs… Então vamos trabalho isso ai porque tem jeito! Se eu consegui, você também consegue 🙂

O principal segredo para falar bem em público é você respirar pausadamente, a cada novo assunto, a cada idéia, a cada experiência ou vivência que for falar. Isso faz com que o seu cérebro oxigene e você repense no que vai expor, sem perder o link com o assunto. Mas antes mesmo de fazer essas pausas durante a palestra, faça um exercício. 10 a 5 minutos antes de você subir no palco ou se apresentar, inspire e expire. Encha seus pulmões de ar e solte. Faça esse exercício repetidamente até que se sinta mais leve, tranquilo. Vai te ajudar! Eu mesmo faço isso antes das minhas palestras, principalmente quando vejo aquele mundão de gente na platéia… bate aquele friozinho na barriga, não é mesmo?!. Mas a prática e a experiência de palestrar há 10 anos me dá base para eu ficar calma e em pé…rs… Então quanto mais praticar e se desafiar, melhor orador você ficará 😉

Abaixo separei algumas dicas para falar em público:

  • GESTUAL: controle os movimentos rápidos e repetidos. Isso faz com que a platéia perca o interesse no que você esta falando. Para ajudar, coloque a mão livre no bolso. Evite fazer palestras encostado em paredes, mesas e pupitos. Cruzar os braços também é péssimo. A postura precisa ser ereta, com os ombros e peitoral abertos.
  • DICÇÃO: é muito importante pronunciar as palavras, abrir e fechar a boca, sem preguiça, sem arrastar ou emendar palavras.
  • FOCO NO OLHAR: quando somos convidados para palestrar é porque detemos algum tipo de competência, conhecimento específico ou vivência em determinado assunto. O palestrante esta ali para transmitir informação! Ele não foi convidado para se exibir, ou muito menos para enfatizar a sua imagem. Não é o palestrante que precisa aparecer. Mas a experiência que ele possui naquele assunto. Ele é apenas uma ferramenta para fazer a transmissão. Logo, é muito importante manter o foco na platéia através do olhar, gerando empatia e interação.
  • RITMO: quando falamos em público precisamos manter o ritmo da fala, nem muito rápida e nem muito devagar. A fala rápida causa desinteresse no ouvinte, dispersa. A fala muito lenta e demorada, causa sono. Importante observar e perceber o ritmo.
  • EMOÇÃO: esse ponto na minha visão é um dos mais importantes, pois você não pode deixar a emoção tomar conta. Quando sentir nervosismo ou ansiedade, pare, beba uma água, respire. Lembre-se sempre da respiração como um gatilho para equilibrar suas emoções.

Todas as dicas vão te ajudar muito nessa evolução. Uma outra dica legal é começar a palestrar com grupos pequenos, nas comunidades, organizações, áreas internas dentro da empresa, antes de ir para um público maior e desconhecido. Você estará num ambiente que conhece e poderá aprimorar suas habilidades. Se tiver algum amigo na plateia peça para ele de observar e anotar o que ele achou que pode melhorar. Esses feedbacks vão te judar muito no processo.

Resumindo, não existe muito segredo para se expor em público. Ter autocinhecimento sobre si ajuda equilibrar as emoções, dominar o assunto que vai palestrar para não te causar insegurança, a cada pratica receber feedbacks de uma pessoa disposta a te ajudar e que você confie, e é claro, o palestrante disposto a melhorar e evoluir a cada apresentação, caso seja o seu objetivo.

Se quiser saber mais sobre o assunto, tem essa palestra que realizei com mais dicas para você! Basta clicar aqui 🙂

Boa sorte, sucesso e te espero nos palcos!

Deixe uma resposta